Descomplicando: IaaS, SaaS, PaaS e CaaS

Introdução

A nuvem é um tópico importante para pequenas empresas e empresas globais, mas continua sendo um conceito muito amplo que abrange vários serviços e plataformas. Quando você começa a considerar mudar seus negócios para a nuvem, seja para implantação de aplicativos ou infraestrutura, é importante entender os vários serviços e soluções prestadas. Portanto nos propusemos a descomplicar esses modelos de serviços de Computação em Nuvem.

Os serviços mais comuns disponíveis na nuvem são IaaS (Infrastructure as a Service), SaaS (Software as a Service), PaaS (Platform as a Service) e, nos últimos tempos, novos serviços como CaaS (Container as a Service).

Como essas ferramentas da plataforma são acessadas livremente pela Internet, e não através de um sistema operacional ou pacote instalado em uma máquina local, os desenvolvedores não precisam se preocupar com a logística de montar algo que será instalado em um computador do cliente, pois tudo é mantido na própria nuvem. Qualquer pessoa com um navegador da web pode acessar o aplicativo. Entenda agora o que são esses modelos de serviços e quais as suas vantagens e exemplos:

O que é, vantagens e exemplos

  • Infrastructure as a Service (IaaS)

A Infraestrutura como Serviço, como o próprio nome sugere, fornece infraestrutura de computação em nuvem, incluindo servidores, rede, sistemas operacionais e armazenamento por meio da tecnologia de virtualização. Esses servidores em nuvem geralmente são fornecidos à organização por meio de um painel ou uma API, proporcionando aos clientes controle total sobre toda a infraestrutura. O IaaS fornece as mesmas tecnologias e recursos que um data center tradicional, sem a necessidade de manter ou gerenciar fisicamente tudo. Os clientes de IaaS ainda podem acessar seus servidores e armazenamento diretamente, mas tudo é terceirizado por meio de um “datacenter virtual” na nuvem.

Vantagens
O IaaS é o modelo de Computação em Nuvem mais flexível, pois os recursos de hardware podem ser adquiridos conforme a necessidade. Além disso, o modelo é fácil de automatizar e é altamente escalável. Os clientes, portanto, mantêm o controle completo de sua infraestrutura.
Exemplos
AWS EC2, Google Compute Engine (GCE), Huawei Kunpeng Cloud Services.

  • Software as a Service (SaaS)

O Software como Serviço é a opção mais utilizada para empresas no mercado de nuvem. O SaaS utiliza a Internet para entregar aplicativos aos clientes, sendo gerenciados por um fornecedor terceirizado. A maioria dos aplicativos SaaS é executado diretamente no navegador de web, o que significa que eles não exigem nenhum download ou instalação por parte do cliente.

Vantagens
Devido ao seu modelo de entrega na web, o SaaS elimina a necessidade de a equipe de TI fazer o download e instalar aplicativos em cada computador. Com o SaaS, os fornecedores gerenciam todos os possíveis problemas técnicos como dados, middleware, servidores e armazenamento, resultando em uma manutenção e suporte otimizados para o seu negócio.
Exemplos
G Suite, Salesforce, Mailchimp, Google Analytics, Dropbox.

  • Platform as a Service (PaaS)

A Plataforma como Serviço fornece componentes em nuvem para determinado software enquanto são usados ​​principalmente para aplicativos. O PaaS fornece uma estrutura para desenvolvedores desenvolver e usar para criar aplicativos personalizados. Todos os servidores, armazenamento e rede podem ser gerenciados pela empresa ou por um provedor de terceiros, enquanto os desenvolvedores podem manter o gerenciamento dos aplicativos.
O modelo do PaaS é semelhante ao SaaS, exceto que, ao invés de entregar o software pela Internet, o PaaS fornece uma plataforma para criação de software. Essa plataforma é fornecida via web, oferecendo aos desenvolvedores a liberdade de se concentrar na criação do software sem se preocupar com sistemas operacionais, atualizações de software, armazenamento ou infraestrutura.


Vantagens
Os benefícios do PaaS incluem desenvolvimento e implementação simples e econômica,  que é altamente disponível. Além disso, os desenvolvedores podem focar na personalização dos aplicativos.
Exemplos
AWS Beanstalk, AWS RDS, GCP App Engine

  • Container as a Service (CaaS)

O Container como Serviço é uma forma de virtualização baseada em containers que vem se tornando muito popular para o desenvolvimento e entrega dentro de negócios digitais, principalmente com a popularização do serviço Docker. Se você tem interesse em aperfeiçoar suas habilidades com o Docker, estamos oferecendo um treinamento voltado para Administração de Container. Inscreva-se para mais informações. 

Vantagens
A maior vantagem dos containers é dar portabilidade de código à empresa em ambientes isolados nos quais o profissional responsável pode subir, organizar, rodar e escalar uma ferramenta ou aplicação. Com esse tipo de serviço, a empresa ganha flexibilidade e agilidade na sua cultura DevOps, pois sua estrutura contratada não está associada a uma máquina específica. É possível fazer o mesmo código rodar em vários sistemas diferentes e testar modificações sem afetar a camada superior da virtualização.

Conclusão

Diante de tantos empresas que oferecem esse serviço, é realmente difícil de decidir qual a melhor opção para o seu negócio. Para isso, é preciso entender as necessidades e a cultura de cada empresa. Nós somos especialistas em Cloud Computing e Multicloud Partners. Entre em contato para falar com um de nossos especialistas.

Let's talk

Se você deseja obter uma consultoria gratuita, sem quaisquer obrigações, preencha o formulário abaixo e entraremos em contato com você.




    Abrir chat
    Precisa de ajuda?
    Olá, podemos ajudá-lo?